A presidente da Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação considera que os pais estão a ser pressionados para dar parecer favorável à interrupção das actividades lectivas para os alunos do 5.º, 7.º, 8.º e 9.º anos, na próxima semana, sob pena de inviabilizarem a realização das provas nacionais do 4.º e do 6.º, que envolvem 220 mil alunos.

Artigo completo in Público de 16/05/2014