Foi hoje publicado o ranking das escolas. A sua leitura pode ser feita de diversas formas e, cada um retirar da mesma a melhor perspetiva.

Isabel Flores faz uma análise aos resultados em duas perspetivas interessantes: "(i) a preocupação com os “percursos diretos de sucesso”, que convocam a nossa atenção para um dos maiores problemas do sistema de ensino em Portugal – o chumbo conjugado com aprendizagens deficientes e (ii) a caracterização das escolas a nível socioeconómico e a tomada de consciência de que a responsabilidade pelas aprendizagens não reside apenas na família." Esta análise pode ser lida em: Público on-line de 17/12/2016